sexta-feira, 21 de junho de 2013

Intercâmbio em Toronto/CA com rápido tour pelo Panamá e Carnaval em New York – Jan/Fev 2013 - Parte II

 Intercâmbio em Toronto/CA com rápido tour pelo Panamá e Carnaval em New York – Jan/Fev 2013 - Parte II

8)  Compra dos Passeios (U$).

 A Skope.ca já te oferece como opcional os principais passeios para o seu tempo em Toronto. Porém, eu escolhi pagá-los de uma vez só quando lá estivesse, porque assim saberia de fato quais eu me interessaria em fazer, considerando minha adaptação ao inverno de lá.
Acabei fazendo todos oferecidos pela Skope.ca, exceto o de um fim de semana em NYC, porque para NY eu gostaria de ir sem ter que ficar cumprindo itinerário de grupos de excursão e foi a melhor escolha que pude fazer...
Agora vem uma impressão minha quanto aos valores que paguei, que como mochileira ávida na leitura de relatos aqui postados sempre fico atenta, mas confesso que desta vez “mosquei” e acabei pagando caro demais, se comparado aos valores praticados por outras empresas de turismo de Toronto. De fato, este episódio fica de grande aprendizado para mim e repasso para vocês.
Quando nos ofereceram (grupo de estudantes brasileiras) os pacotes, a empresa Skope repassou um valor acima dos valores praticados. Constatamos isto quando nos passeios perguntávamos a outros viajantes (em sua maioria brasileiros) de outras escolas em Toronto, os valores que os mesmos tinham pago para aquele mesmo passeio.
Isto gerou desconforto entre o grupo e nós falamos com Magno sobre isso. A justificativa da empresa é a cobrança da taxa de serviço, ou seja, o fato de ele mesmo entregar na sua mão o seu ticket do passeio e por isso havia diferença nos valores.
E então, business é business! Tínhamos que ter averiguado junto a escola mesmo, ou seja, no Balcão da Escola, os valores que as empresas de turismo que sempre lá estavam, e ter comprado diretamente com eles.
A dica então é comprar seus passeios em Toronto, mas direto de uma empresa que já seja conhecida da escola que você está estudando e não do seu agente de intercâmbio no Brasil.
Os passeios que paguei para a Skope foram:
  •  Passeio a Niagara Falls – US$ 95,00 - demais turistas no mesmo ônibus que o nosso pagaram US$ 40,00, nosso valor incluía subir no Skylon (espécie de CN Tower de Niágaras), mas quem pagou U$ 40,00 era só pagar + U$ 10,00 e subiria tranquilamente.
  • Viagem a Ottawa/Montreal/ Quebec US$ 280,00 - demais turistas no mesmo ônibus que o nosso pagaram US$ 230,00.
  •  Passeio para Esqui/Snowboard - US$ 130,00 - demais turistas no mesmo ônibus que o nosso pagaram US$ 80,00.
Comprei ainda, mas não pela Skope, o CityPass, trata-se de um ticket que permite a entrada em 5 atrações na cidade, a saber:
  • CN Tower;
  • ROM - Royal Ontario Museum;
  • Casa Loma;
  • Toronto Zoo;
  • Ontario Science Centre.
Você pode comprar pela internet ou na entrada de algumas destas atrações. Eu comprei o meu quando fomos ao ROM e saiu a U$ 66,00. No entanto, não visitei o Zoo e nem o Ontario Science Centre. Fique atento também ao prazo de utilização do mesmo, neste caso do Citypass de Toronto você tem, se não me engano, 9 dias para utilizá-lo, a partir do momento da compra.

9)  A viagem: conexão no Panamá

Aproveitando dicas de muitos viajantes brasileiros que pegam esta nada modesta conexão de 11hs no Panamá, assim como eles, fui conhecer o Canal do Panamá. Seria mais barato, se tivesse com um grupo maior de pessoas, mas estava sozinha e no vôo não deu para conhecer outras pessoas que também pegariam esta mega conexão.
Meu vôo saiu de Brasília às 02:40 da madrugada, chegando de manhã cedinho no Panamá. Desembarcando no Aeroporto Tocumen, segui o fluxo e logo estava na parte de fora... olhei, olhei e vi um quiosque de taxistas e uma plaquinha apontando os valores para as principais saídas, shopping, centro da cidade e etc., mas não vi a opção do Passeio do Canal do Panamá, então resolvi perguntar a um dos senhores e ele disse para eu esperar, foi lá fora e voltou dizendo que ele mesmo fazia e o valor era de U$ 100,00 garantindo 5h de “passeios” (leia-se transporte)... tentei negociar, mas nada tive êxito. Mas de qualquer forma, quem quiser o contato, para tentar uma negociação antes mesmo de chegar no Panamá, segue o contato do Guia: Sr. Luiz Atencio – e-mail: tomas.14@hotmail.com – Fone local do Panamá 290-3768 – Celular 6564-0114.
O passeio incluía ir ao Canal, depois conhecer a parte velha do Panamá (Cosco Velho) e a parte nova (parte mais urbanizada e bela da cidade).
Para não perder tempo, aceitei, mas com muito medo, afinal foi somente eu e ele... Pedi proteção divina e fui, ele estava numa van e fomos direto ao Canal do Panamá, o que demorou aí uns 40min para chegar lá, havia mto trânsito em alguns trechos, fomos papeando sobre a cidade, eu e meu portunhol e ele tentando me entender...kkk
Quando cheguei ao Canal, ainda não estava aberto, mas esperei apenas uns 15min e abriu às 09:00hs, comprei o ticket por U$ 8,00, lá a moeda é o Balboa, e tem a mesma cotação do dólar, ou seja, 1 Balboa equivale a U$ 1,00 então é aceito nos lugares em especial o dólar mesmo.
O passeio no Canal eu levei umas 2hs, desde ouvir a explicação sobre os navios que chegam e passam e presenciei a passagem de 2 grandes navios e vi as comportas se abrirem e fecharem, observando a cheia e a vazante para nivelar as águas e permitir a passagem do Navio. Lá dentro também há uma sala de cinema que passa um filme em 3D explicando as fases da construção do Canal e da grandiosa obra de engenharia que ele é! Há ainda um mini museu contando a história da construção e outras peculiaridades do Canal, vale muito a pena também.
Saindo do Canal, fomos conhecer um píer, do outro lado da cidade. Eu não recordo o nome, mas muito belo e já mais rico também, pois quando fomos para o Cosco Velho, assim conhecida a parte antiga da cidade que está sendo restaurada nota-se a diferença. Paramos numa pracinha e eu tirei fotinhas de alguns prédios que estão sendo restaurados de uma igreja antiga também.
A essa altura já era mais de 12hs e passamos pelos belos prédios e shoppings, poderia ter ficado lá, porque meu vôo só partiria as 17hs, mas decidi voltar para o aeroporto mesmo e ficar esperando pelo vôo, deitada nas muitas poltronas fazias que tem lá. E então por volta das 13:30h já estava de volta, fiz um lanche/almoço e fiquei moscando no celular até a hora de embarcar para Toronto.
è Gastos do dia:
ü     Tour Canal do Panamá = U$ 100,00 + U$8,00 de entrada
ü      Almoço no aeroporto do Panamá = Subway U$ 8,00;

10)  Intercâmbio Toronto: atividades semanais

 

1ª semana (12 a 20/01/2013)

Prinmeiros passeios em Toronto
Passeios por Toronto - Prédios, Street Car e etc
Cheguei em Toronto às 00hs do dia 12/01/2013 (sexta-feira), passei pela imigração e antes que me pedisse algo já entreguei além da Declaração que preenchemos no avião, o meu passaporte e a carta de aceitação na Escola onde eu ficaria e uma outra carta informado meu endereço no Canadá, ou seja, de que era estudante no esquema de homestay. Toda esta documentação da escola e do endereço da sua família o agente do intercâmbio repassa por e-mail para que possamos apresentar na imigração. Este procedimento foi tranqüilo.
Depois segui até a esteira para buscar minha mala, enquanto esperava, aproveitei para fazer a troca de roupas e colocar as tais roupas de segunda pele, pois a temperatura lá fora já marcava - ºC. Quando voltei para a esteira, tive uma “surpresa” esperada: minha mala velhinha não agüentaria o tranco de uma viagem internacional e quando a vi, estava com rodas quebradas e pesando horrores, minha sorte é que tinha os carrinhos para levá-la até o carro...hehehe
Como já tinha contratado o transfer (dentro do pacote do intercâmbio), o Magno já estava me esperando... Então mundo novo começando para esta acreana aqui, acostumada ao sol de 40ºC!!
Cheguei à casa da minha Homestay uns 25 min depois, já era tarde e ela me aguardava. Para minha sorte, ela é portuguesa, então falou em português misturado ao inglês e eu não fiquei tão perdida. Deixei a mala de canto, troquei de roupa e desabei!
Na sexta, me acordei cedo, ansiedade modo on; e já estavam batendo na minha porta me chamando para o café. Uma outra estudante havia chegada umas 5hs da manhã e também já estava no café, fiquei feliz em ter outra brasileira na mesma casa que eu, no entanto, como intercambista, eu tinha consciência que poderia cair na zona de conforto em não forçar o inglês e acabar falando muito em português, e foi o que aconteceu L
Basicamente, este primeiro fds em Toronto como nos disseram foi presente, afinal as temperaturas se mantiveram positivas e nos permitiu bons passeios, como aprender a ir da casa até a escola, usando o transporte público e etc. Aproveitei este fds para as compras dos casacos de frio q foram meus amigos durante todo o inverno!
Dica: é interessante comprar as roupas de frio lá mesmo, ainda mais no meu caso que venho de uma cidade onde o clima é sempre quente! A nossa sacada foi comprar botas boas e baratas no Walmart (comprei 3 pares e o mais caro foi U$ 35,00), comprei ainda algumas casacos mais básicos e mais reforçado que foi meu guerreiro durante todo o tempo, este casaco comprei numa lojinha simples por U$ 30,00! Pesquisando bem você encontra boas peças. A minha homestay também foi muito generosa e me emprestou também um casaco grande dela que é de pena de ganso, confortável e aquece muito!
 A família foi realmente muito amável e nos trataram super bem e nos deixaram a vontade na casa, o que talvez tenha tornado meu processo de aprendizagem mais lento, uma vez que nossa diálogo se misturava muito o inglês com o português naturalmente, afinal são portugueses, mas que vivem no Canadá há mais de 18 anos...
 Na segunda (14/01) fiz o teste de nivelamento, como eu já sabia, não fui tão bem, afinal 2 anos sem estudar comprometeram significativamente meu nível, então fui matriculada numa turma de iniciantes (level 3). A escola NCA Languagem basicamente tem alunos brasileiros, coreanos e japoneses!
Neste dia, foi o primeiro dia com temperaturas abaixo de 0ºC e podemos ver os primeiros flocos de neve, mas ainda não o suficiente para brincar na rua e fazer bonecos....srs Nos primeiros dias, andando na rua, por segundos sem a luva meus dedos quase que congelaram...srsr meus lábios ressecaram, mesmo passando manteiga de karité ;)
Durante esta primeira semana o frio chegou com tudo!! Da janela da sala de aula vimos (nós brasileiros) a primeira neve cair e todo mundo ficou feliz!!
 A neve é legal de ver quando estou dentro de um local fechado e quentinho!!! srs mas sair na rua quando está nevando, por Deus doía demais!!!
 A primeira semana na escola, posso dizer q melhorei a audição, qnd os professores falavam compreendia mais as palavras para o entendimento do contexto geral, mas a evolução foi lentaaaaaaa!!
A escola sempre organiza depois do horário de aula, algumas programações pela cidade e um professor é responsável por conduzir os alunos pelo tour.
Na terça-feira (15/01) o Abel, um dos nossos brothers da casa nos levou para um passeio pela cidade, afinal ele havia acabado de comprar um carro novo e queria nos levar para conhecer o lago que tem uma belíssima visão da cidade iluminada de Toronto! À beira do lago é um local que muitos jovens vão, mas no verão, no inverno quase não há pessoas lá, porque é realmente muito gelado! Passamos pela região central e me vendo ao meio daquele mega edifícios residenciais e comerciais percebi a verdadeira selva de pedra que são as grandes metrópoles!
Na quarta-feira (16/01), depois da aula, o Magno nos levou para conhecer um shopping Chinês, o Pacific Mall (www.pacificmalltoronto.com), muito distante do centro, você tem que ir até a última estação de Fich e depois pegar um ônibus. Quando chegamos lá, notamos pouco movimento e não gostamos muito, não havia tanta variedade para compras e achamos meio caro. Nas semanas seguintes conhecemos o Chinatown, aí gostamos, mais abaixo falo deste local.
Campus da Universidade de Toronto
Nesta semana fomos ainda conhecer o parlamento Canadense, andamos pelo campus da Universidade de Toronto (University of Toronto), que, aliás, é bem grande e me lembrou os castelos da Europa e a escola do Harry Potter... hehehehe




 Na sexta (18/01) fomos patinar no gelo!! Eu morria de medo de cair e tbm fiquei com muito friooooooo, não dava para ficar mto tempo parada, tive, mesmo que lentamente, andar para o sangue circular!!!!
Patinação no Gelo
Depois da patinação fomos conhecer um restaurante num bairro tipicamente de imigrantes coreanos/japoneses próximo a Christien Station, para um happy hour, que na verdade tínhamos marcado com nosso teacher Sang, mas quando chegamos ao local atrasadas, o local era somente para os clientes que haviam feito reserva que não era o nosso caso, nos desencontramos do professor e fomos ao pub do lado, Clinton’s Pub (www.clintons.ca). Como chegamos cedo, não ficamos para a baladinha neste pub, mas em outro ambiente que abriria as 23hs, afinal era a nossa primeira semana e na manhã seguinte tínhamos aula....srsr
Clinton's Pub
Notei que em muitos pubs de Toronto, eles servem muitos pratos mexicanos e acabamos pedindo um nacho que eu amei e também provamos um petisco tipicamente canadense, o poutine, que são batatas fritas, encharcadas em um molho muito gostoso! Nós brasileiras, gostamos muito!
 No sábado (19/01) conhecemos um grande shopping (outlet Vaughan Mills: www.vaughanmills.com) onde muitas marcas vendem seus produtos a ótimos preços, lá aproveitei para comprar uma mala de viagem, já que a minha havia quebrado de vez... Este shopping é distante de Toronto, você precisa pegar metrô e 2 ônibus, cerca de 40mim a 1 hora depois você chega lá... Ou seja, se forem, separem um dia todo para fazer suas compras tranquilamente. No entanto, nesta primeira vez, a nossa homestay nos levou e depois nos buscou, e eu aproveitei para conhecer, afinal era o começo da viagem não ia gastar meus suados dólares logo de cara. Assim, conheci as lojas e verifiquei o que realmente eu poderia comprar mais no final da viagem...srs
Konzelmann Estates
No domingo (20/01) fomos conhecer o Niagaras Falls, mas antes de chegarmos em Niagaras conhecemos uma fábrica de vinhos chamada Konzelmann Estates que produz, dentre outros vinhos, que pudemos fazer degustação, um raro e único vinho feito com uvas congeladas, o nome do vinho é IceWine, comprei uma garrafa é clarooo, porque disseram que era doce e quando voltei ao Brasil, comprovei! Docinho do jeito que eu gosto!!! Eles aconselham que deva ser degustado como sobremesa!
Depois de conhecer a fábrica de vinho, fomos para a cidade de Niagaras On The Lake, parada para almoçar. Na sexta e sábado havia acontecido o Festival de Inverno, dizem que é muito bacana, mas no domingo havia só o resto da festa na parte central da cidade, todo mundo desmontando palco e as barracas, então não achamos muito interessante. O Lago que dizem ficar congelado superficialmente não tivemos tempo de ir ver, pois essas paradas de excursões vocês sabem que é bem corrida, ou você come, ou você passeia...
Chegamos a Niágaras pela tarde umas 15hs e tínhamos até as 17hs para conhecer a cidade, e claro a Cataratas do Niágaras, que putz, criei muita expectativa e nem é lá essas coisas toda, eu já havia ouvido brasileiros me dizerem que a de Foz do Iguaçu é muito mais bela! Então, agora tenho que ir a Foz constatar!! Huhu
Mas no geral, a cidade é bem bacana, parece uma "mini Disney" misturada com Vegas (Cassinos) um monte de brinquedos, parques e coisas para fazer, só que no inverno meu bem, no way!! Lá venta muitooooooo!!! Fomos a um Museu de Cera, alguns artistas ficaram meio esquisitos, mas outros até que pareciam bem reais! Srsr
Niagaras Fallas
Museu de Cera de Niagaras Falls
Antes de regressarmos a Toronto, passamos no Skylon que é o CN Tower de Niagaras, como já era noite, a visão é muito bacana, mas estava ventando muito, não deu para aproveitar a parte de fora da torre. Mas tem uma linda visão da cidade! Lá em cima tem uma lojinha de souvenir e eu comprei alguns chaveirinhos de lembrança!

 

2ª semana (21 a 27/01/2013)

Bruna Ramos e eu na Feira Profissional
Na escola, tivemos uma palestra com um empresário local, dono do Site Metrocity.com https://www.mentorcity.com/. Este site é uma rede de contato profissionais onde vc pode obter a ajuda de um profissional, ou seja, um mentor na área que vc deseja se desenvolver ou aprender algo novo na vida profissional e até pessoal!
Como resultado desta palestra participamos na semana seguinte de uma espécie de Feira de Negócios, onde assistimos novas palestras sobre o mercado de trabalho canadense.


 

Na segunda-feira (21/01) depois da aula, como parte das programações que a escola nos oferece, fomos conhecer a Assembleia Legislativa de Toronto. É um tour guiado gratuito explicando como funciona a gestão política da cidade, este tour leva uns 30mins.
Dog's Bear Pub



Na terça-feira dia 22/01 a galera da escola havia organizado para os estudantes conhecerem um novo pub, o Dog’s Bear (http://www.blogto.com/restaurants/dog-and-bear-toronto) e eu e Mariana fomos! Pegamos o street car no sentido errado, quando saímos na Queen Station, quando nos demos conta, descemos e pegamos o outro street car, agora para o sentido correto. Lá é um ambiente bacana e serviam um poutine show de bola!




 Na quarta-feira (23/01), depois da aula, eu, Mari, Amanda, Jéssica e Bruna Zamp’s fomos conhecer o cinema canadense, a famosa tela “Imax” que é um paredão de tela! Fizeram tanta propaganda que fomos lá conferir! Acabou que quem ficou para assistir mesmo foi só eu, a Amanda e Bruna, a Mari e a Jéssica não animaram e foram para casa... Escolhemos o cinema Famous Player e o filme que estava sendo transmitido nesta sala Imax era o The Hobbit! Primeira vez que eu assisti um filme totalmente in English, quando eu não entendia muito a Bruna me auxiliava....srs O filme em 3D claro e a tela ficou a desejar, porque embora seja grande, aqui na minha modesta Rio Branco também temos uma sala de cinema pra lá de agradável e com uma mega tela! Mas a experiência foi válida, só um pouco salgada, pagamos U$ 20,00 pela sessão.
Museu de sapatos
Na quinta (24/01) conheci o museu de sapatos chamado Bata Shoes Museum (www.batashoemuseum.ca). O lance deste museu é que um dia específico da semana (quinta-feira) o ingresso pode ser desde U$ 0,50 a qualquer outro valor a mais que você considerar justo, porque neste dia, os valores arrecadados são para alguma contribuição social que eles designam qual será beneficiada.
Ainda na quinta, fomos conhecer o Madson Pub (www.madisonavenuepub.com) (que tem promoção de 50% nas bebidas dia de quinta), fica próximo da Spadina Station. É um lugar mto aconchegante como todos os pubs, quentinho e com uma variedade enorme de cervejas! Só que para prestigiar o país, nós tomávamos a Canadian Beer, o pub conta com 3 ambientes, sendo um de ambiente com muitas mesas e com som ambiente, o outro também com mesas, mas já com um espaço para dançar, som de boate e fumaça de gelo seco e globo de luz, e o outro no subsolo, tem um bar piano, um artista local tocando e cantando, ele fica localizado no centro do salão e com cadeiras para acompanhar de perto o show e um espaço também para dançar! Na quinta o pub fica lotadooooo, nós gostamos à beça e voltamos lá outras quintas!!
ROM
E na sexta (25/01) conheci o famoso Royal Ontario Museum - ROM (www.rom.on.ca) um Grande museu de Toronto! Tem de tudo um pouco. Neste período que estávamos lá, estava tendo uma exposição dos dinossauros! Pagava um preço adicional por esta exposição, não paguei, mas quem foi, disse ser mto interessante!
Ski
No sábado (26/01) fomos esquiar!! Caramba, muito legal!! E o melhor é que mesmo com muita neve ao nosso redor, não passamos tanto frio porque o corpo estava em total movimento e esforço. Esquiamos no Ski Snow Valley Barrie (www.skisnowvalley.com), é um club onde muitos canadenses aproveitam para esquiar e também praticar snowboard! Esta atividade durou o dia inteiro! Demora umas 2hs de ônibus do centro de Toronto até lá!
No domingo (27/01) acordamos mais tarde e nos deparamos com a trágica notícia do incêndio em Santa Maria/RS. E mesmo estando tão distantes, ficamos bem impressionadas com o ocorrido. Como estávamos bem cansadas, o domingo foi meio lento e de descanso.
Brincadeiras na Neve
Pela tarde, no entanto, fomos conhecer uma atividade típica de inverno, chamada “tobogganing” na neve, nos parques as crianças e também adultos sentam ou se deitam em uns pedaços de plásticos finos que ajuda a deslizar (o mesmo efeito de tobogãs) e ficam brincando de escorregar na neve! Neste dia também ensaiei fazer meu snow Angel (homem de neve) aquela brincadeira que a gente se deita na neve e fica movimentado braços e pernas como se estivesse fazendo polichinelo para ficar marcado no chão a figura do anjo, ao final, também desenhamos uma aureola para ficar com cara de anjinho mesmo...srsr

3ª semana (28/01 a 03/02/2013)

Wasaga Beach
Na segunda-feira, dia 28/01 amanheceu nevando muito, mas não foi impeditivo para conhecermos a Casa de praia da nossa família! Neste dia não fomos para aula para ir até lá! A casa fica em Wasaga Beach, e é considerada a maior praia de água doce do mundo! Que por sinal é muito badalada no verão! Onde muitas famílias canadenses têm suas casas para passar o verão, ou simplesmente alugar para esta alta temporada. Fomos somente para conhecer, e de fato, no inverno a cidade parece aquelas cidades de filmes de terror, deserta, quase sem movimento, muita neve nas ruas e a praia branquinha e congelada de neve! A casa da nossa família fica quase à beira da praia, anda acho que uns apenas uns 100 mts e pronto, está na praia! Por isso, quando eu voltar, pretendo conhecer Wasaga Beach no seu badalado verão!!
Na terça-feira (29/01) depois da aula fomos conhecer um pub que fica próximo ao Eaton Centre (www.torontoeatoncentre.com) que é um grande shopping center de Toronto, em geral quase todos os dias depois da aula nós passeávamos por lá, lojas paradisíacas como Victorya Secrets’s , Apple, Sephora, MAC e outras delícias de consumo estão por lá...srsr
Neste dia, conhecemos o pub Jack Astor (www.jackastors.com), lugar muito aconchegante e também servem um poutine delicioso!
Casa Loma
Nesta terceira semana, nas atividades extraclasse, na quarta (30/01) conhecemos a Casa Loma (www.casaloma.org), uma antiga mansão que mais parece um castelo, devido ao seu tamanho, pois é enorme! Por ser tão grande para a época, o proprietário não pôde mais pagar os impostos e o Estado "tomou" a casa para ser patrimônio público e hoje é uma espécie de museu, é muito grande com passagens secretas e etc, e também é usada em cenários de filmes, onde o mais conhecido é o X-Man.
Na quinta (31/01), a nossa aula sobre o mercado de trabalho foi conhecer um ambiente de trabalho “alternativo”, algo que já tinha visto em reportagens, mas nunca tinha visto pessoalmente, é a organização CSI – Centre Social Innovation (http://socialinnovation.ca/), ou seja, pessoas de variados projetos que não querem alugar uma sala comercial para trabalhar, se unem em um único ambiente, onde cada um respeita seu espaço e às vezes pode interagir em um mesmo projeto, o local é projetado para ser ambientalmente correto, com planejamento para redução de energia nas salas e etc. Parece um ambiente de trabalho do Google, com cozinhas, salas com sofás... Em geral os profissionais que lá trabalham são temporários e até alguns staffs são voluntários... vejam o vídeo http://www.youtube.com/watch?v=GjZx_CPyLng&feature=player_embedded
Após conhecer o CSI, que fica no bairro chinês, a comunidade chinesa é muito presente lá com suas lojinhas e restaurantes e também bancos, enfim, a China em Toronto, aproveitamos para o conhecer o Chinatown, que um shopping e vende de tudo. Aqui é excelente para comprar os suvenires para a galera da família, para os colegas de trabalho, tudo baratinho e simples, mas com muitas alternativas de presentes, desde chaveiros à travesseiros com os símbolos típicos do Canadá, aquela folhinha da árvore Maple! Para a mulherada há excelentes opções de bijoux da China, eu fiz a farra o/
Visão do alto do CN Tower
Depois das comprinhas básicas aproveitamos ainda que o tempo deu uma melhorada e conseguimos subir a torre do CN Tower para ver a cidade do alto!! É uma mega torre muito bacana para admirar Toronto, o Lago Ontário, e percebemos qual alta é a torre. Há uma parte do piso que é de vidro transparente, então você pisa e tem a sensação de estar pisando no “nada”, dá um certo medo, mas é legal para tirar fotos!!
Ainda pela noite, como era quinta-feira, de “lei” fomos ao Madson Pub, e levamos a nova estudante do Japão que havia chegado na nossa casa para conhecer e confraternizar com os demais estudantes brasileiros!

 Parte Francesa do Canadá - Ottawa, Montreal e Quebec

French Canada
 Na sexta, sábado e domingo (01, 02 e 03/02) fomos conhecer a parte francesa do Canadá, onde passamos rapidamente por Ottawa que é a capital do país, e depois seguimos para Montreal e no sábado pela manhã fomos para Quebec...
Quando estávamos passeando por Ottawa, fomos até o Parlamento que é um prédio lindíssimo!
Em Ottawa passei pelo meu primeiro perrengue em viagem, quando estávamos em um shopping nos “protegendo” do frio, eu resolvi sacar alguma grana, e o caixa é daqueles que “engole” seu cartão durante a operação e depois devolve, só que o meu ele não devolveu, ficou preso e depois de quase 40 minutos tentando falar com a operadora da empresa no número que eles dispõem no caixa eletrônico, nos informaram que infelizmente quando o cartão fica retido, a máquina o destrói... resultado?! Passei a viagem (fds) inteiro sem grana, as meninas iriam me emprestar caso eu quisesse, mas isso me desanimou demais, juntando o frio do “caralho” que faz nestas cidades com sensação térmica de -30°C eu não aproveitei mto o fds... Montreal e Quebec possuem prédios antigos com aqueles designs de castelo que eu adoro, só que o frio não permitiu conseguir tirar as luvas para tirar fotos, então vai ficar na minha memória... srsr
Outro detalhe da parte francesa é que as pessoas que lá vivem são muito diferentes de Toronto, eles parecem não gostar de turistas, sabem inglês obviamente, mas prezam muito pelo idioma francês e notamos que a receptividade muda totalmente com os turistas...
Na sexta pela noite seguimos para Montreal, quando estávamos indo conhecer um restaurante Mexicano, chamado 3 Amigos (www.3amigosrestaurant.com ), quando fomos pegar o metrô, tivemos um mal entendido muito grande com a atendente, porque minha amiga Mariana deu a ela U$ 20,00 para comprar seu ticket e ela passou o troco como se minha amiga tivesse dado somente U$ 10,00. Aí começou a confusão, bate-boca, mas não teve jeito, pedimos para chamar o gerente, olhar o filme que monitora a cabine para comprovar que ela havia entregue uma nota de 20, mas não teve jeito, a moça pegou os dados de um colega brasileiro que mora em Montreal para caso, realmente ao final da noite (fechamento do caixa dela), estivesse sobrando U$ 10, o metrô devolveria prontamente, mas isso só seria possível na segunda, e segunda-feira não estaríamos mais lá, já que no dia seguinte seguiríamos para Quebec. Durante esta discussão, a fila foi aumentando e um canadense disse para minha amiga: Welcome to Montreal! Em tom bem sarcástico, tipo: bem vinda a Montreal, aqui é assim mesmo, se acostume! Ficou um clima muito ruim a noite toda, minha amiga se sentiu humilhada, isso nunca tinha acontecido com ela no Brasil e foi acontecer logo em Montreal!!
Devolução dos 10 dólares...
Para resumir a história, o Magno da Skope.ca sabendo do ocorrido contactou via e-mail o Serviço do Metrô de Montreal e contou todo o ocorrido, eles responderam dizendo que iriam apurar o fato. Assim, quase um mês, eles reconheceram a falha e devolveram os U$ 10,00 enviando uma carta para o Magno. Nós ficamos muito surpresos porque eles conseguiram reparar o erro, embora não tenham conseguido desfazer o desconforto e desagrado que ficou em nosso grupo. Mas serve de lição para nós! Não sei se no nosso país isso seria reparado depois do ocorrido, porque em geral, quando percebemos que o nosso troco foi entregue errado, logo notificamos, e a pessoa, prontamente corrigi, claro que existe as pessoas que agem de má fé, mas aí já são outros quinhentos....
No sábado pela manhã (02/02) fomos para Quebec, lá estava rolando o Carnaval de Inverno, que resume a concursos de esculturas de neve e exposição de esculturas de gelo, apresentaç~poes de shows locais, comidas típicas e etc. Lá em Quebec há muitos prédios medievais, com aquela arquitetura européia que eu amo. No entanto, a sensação térmica lá era de -30º e eu não agüentei passear muito pela cidade... Então dei uma rápida passada pelo carnaval, vi várias pessoas penduradas em seus blocos de neve, esculpindo suas artes e fui até um palco conferir algumas atrações locais, depois me refugiei em um restaurante para me esquentar um pouco, porque embora eu sempre andasse bem agasalhada, aquele vento gelado ainda me incomodava muito.
Ice Hotel - Quebec City
No final da tarde seguimos para conhecer o Ice Hotel (Hotel de Gelo) que para mim foi o melhor ponto da viagem...sr já tinha ouvido falar deste Hotel e de fato é muito bacana, tem até um escorregador lá dentro...srs, barzinho, servindo drinks em copo de gelo, sala de som, com uma bateria de gelo, bem como os quartos devidamente decorados!
Pela noite fomos para o Hotel que ficava na estrada, ou seja, bem longe do Centro, só que chegamos lá umas 19hs, e o guia disse que quem quisesse ir de “carona” com o ônibus até o centro para jantar e depois ir a uma baladinha teria q estar pronto até as 20hs, uma hora daria tempo, caso não tivesse em um quarto para três mulheres se arrumarem...hehe eu já estava desanimada com o frio, com a correria que seria para pegar esta carona, e não fui, fiquei no hotel mesmo e as meninas foram badalar...
No domingo, saímos cedo de Quebec e voltamos para Montreal novamente, uma passada rápida para o almoço e conhecemos ao menos pela frente a Basílica de Notre-Dame O., onde é permitida a visita em tour lá dentro, mediante pagamento, mas como nosso tempo era sempre muito curto, optamos por andar pelas ruas de Quebec e achar um restaurante para almoçar...
O que concluo mais uma vez é que essas excursões são muito superficiais, a gente passa mais tempo dentro do ônibus do que nos lugares que deveria visitar, e quando chega é um intervalo muito curto para desfrutarmos do lugar, por isso para o fds de Nova Iorque eu optei por ir sozinha mesmo, pois o encerramento do intercâmbio coincidiu com o carnaval no Brasil e eu pude aproveitar este feriado em NY fazendo minha programação mais tranqüila, sem agências de viagens, apenas dei uma consultada no Guia Nova Iorque para Mãos de Vaca www.viagensparamaosdevaca.com.br (conheci o casal autor deste guia no meu mochilão pelo Peru e realmente as dicas tanto do blog quanto do guia são valiosíssimas!) e foi o melhor que fiz!
Quando eu voltei para “casa” no domingo consegui ligar para o Banco do Brasil, para ver o lance do meu Visa Travel Money e verifiquei que realmente não fora feita nenhuma transação com o cartão antigo, então o cancelei e habilitei o reserva que funcionou devidamente, graças à Deus!! Por isso, é importante ter o cartão reserva!

4ª e última semana de aula (04/01 a 10/02/2013)

  
4ª e última semana de curso e a meu ver a mais feliz!!
Feliz por ter "encerrado" um planejamento de anos, q foi estudar inglês com regularidade diária, mesmo q por um curto tempo de um mês, e feliz por ter passando por esta grande experiência de vida e autoconhecimento... Não fiquei nenhuma expert no idioma, então pretendo continuar o curso e assim conseguir melhorar, e claro continuar viajando para os países q falam inglês, porque nada melhor q um perrengue para você se virar nos 30!!
Das comprinhas, eu recomendo o Eater Center e o outlet Vangh Mills. Em específico para roupas eu comprei na Loja de Departamento de lá, a Forever 21 (canada.forever21.com), que também é conhecida em Nova Iorque. No Chinatown voltei para comprar outras lembrancinhas e bijoux.
Esta semana fomos ainda conhecer o High Park (www.highparktoronto.com), que é imenso, e como estava muito frio, fizemos um passeio de carro mesmo, mas a minha impressão é daqueles filmes de suspense/terror, sabe aquelas árvores secas, neve, neblina e quase sem movimento?! Então, talvez seja mais belo no verão, com as árvores todas lindas e frondosas!!! srsr
Na quarta (06/01) como atividade final do nosso programa para a parte de conhecer o mercado de trabalho canadense, fomos visitar uma espécie de Sebrae do Canadá, chamado de Enterprise Toronto (www.enterprisetoronto.com) trata-se de uma aliança entre o Governo de Toronto e o setor privado.
Despedida - Teacher's NCA
Na sexta (08/02) foi nosso último dia de aula e também o teste final, como havíamos completado 1 mês de aula a escola organiza os testes mensalmente para você saber seu progresso e avançar de turma ou não, no nosso caso, já iríamos embora. Eu me sai + ou -, mas de boa, recebi meu certificado duplo, de aulas de inglês e palestras sobre o mercado de trabalho em Toronto. Depois da aula havíamos marcado com alguns alunos e professores de nos encontrarmos no Belford Academy Pub (www.thebedfordacademy.com) para um happy hour de despedidas das estudantes brasileiras. Neste dia em especial, desde a noite de quinta havia iniciado uma neve que só patou na madrugada de sábado, tínhamos mais de meio metro de neve nas ruas, acreditamos que aquela neve toda em um dia só foi o presente de Deus para nós que estávamos indo embora. Nesta quarta semana já sabíamos que quando nevava, não era tão frio quanto um dia que venta mais por exemplo. Estávamos enfim, acostumadas!!! hehehe
Brazilian Snow Man
Quando chegamos em casa pela noite, depois do jantar, aproveitamos a quantidade de neve para enfim, fazer nosso snow man (boneco de neve)!!! Colocamos nossa luva máster que agüentava ficar brincando na neve e fomos colocar a mão na massa, quer dizer, na neve.... a pequena Olívia, a filha caçula da família foi nossa instrutora, juntamente com a  Paula e assim, nós 3, eu Mari e Narumi fizemos nosso primeiro boneco de neve!! Huhuhu, como eu tinha uma bandeira do Brasil, vesti o mesmo com a bandeira e registramos o momento!!
No sábado (09/02), mais algumas comprinhas e despedidas!! Pela manhã, eu, Mariana e Bruna Zamp’s fomos ao outlet para as últimas compras e encomendas da família!! Srsr Pela noite, a família do homestay nos levou para jantar fora, em um restaurante coreano! Ficou aquele clima de despedida, porque nos apegamos muito a nossa mãe Paula, ela de fato nos tratou como filhas, durante os jantares em casa sempre ficávamos horas a fio conversando sobre a vida, tomando um vinhozinho ou mesmo uma cervejinha, falávamos dos planos de futuro, e promessas de voltar à Toronto e revê-los assim que pudéssemos, eu certamente, voltarei, mas no verão canadense!!
Jantar de Despedida - Familia Barbosa
Ainda no sábado depois do jantar, Mariana, eu e Narumi a estudante japonesa que estava na mesma casa que a gente, fomos conhecer uma badalada casa noturna muito conhecida pelos brasileiros em Toronto, o Mana (www.manabar.ca), porque dia de quinta ele tem uma programação voltada para brasileiros. Só que aos sábados a festa tem como tema a América Latina, então estava tocando muito regatom, Michel Teló e por aí ia...srsr
No domingo dia 10/01 eu embarquei pela tarde para Nova Iorque, forever alone...

FIM DA PARTE II
Amanda, Magno e Eu "bricando" na neve...srs

Um comentário:

  1. Powder coating leads to a thicker coating than different ending processes, so essential to|it may be very important|you will need to} masks critical surfaces. Powder coating is a course of in which a dry powder paint is utilized to a metal floor using electrostatic application. Unlike conventional liquid paint, powder coating does not need a solvent to keep the binder and filler of the paint in liquid suspension. toilet flapper types This allows for the appliance of thicker coatings without working or sagging, and the coatings are also extra scratch and corrosion resistant consequently.

    ResponderExcluir

Comente aqui.

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...